NO AR AGORA
E-mail
radio.anchieta@hotmail.com
Ligue
(13) 3427-7576
NOTÍCIAS

*** FIOCRUZ DESENVOLVE PRIMEIRO TESTE MOLECULAR PARA HANSENÍASE ***

Primeiro teste molecular para hanseníase desenvolvido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz já tem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Kit NAT Hanseníase utiliza metodologia de PCR, para medir reação em cadeia da polimerase, que detecta o DNA do bacilo chamado Mycobacterium leprae, causador da doença.

O exame permite identificar precocemente a hanseníase, doença que atinge 27 mil pessoas por ano.

As pesquisas foram desenvolvidas em parceria com o Instituto Carlos Chagas (Fiocruz) do Paraná, e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná, também ligado à fundação.

Sgundo Milton Ozório Moraes, chefe do Laboratório de Hanseníase do Instituto, é uma metodologia de ponta usada para identificar uma doença até então esquecida no Brasil.

O teste beneficia, principalmente, as populações vulneráveis, que mais desenvolvem a doença.

A bacteria da hanseníase atinge a pele e os nervos, e provoca manchas e alteração da sensibilidade ao calor, frio ou à dor.

Além das manchas na pele, a diminuição de pelos e do suor, e o surgimento de caroços pelo corpo também são sinais da doença.

O avanço do quadro também pode trazer outros sintomas, como sensação de formigamento ou fisgada, e comprometimento neurológico.

Cerca de 70 POR CENTO dos casos são diagnosticados na rede de atenção básica, pelo clínco geral.

Com o registro na Anvisa, o teste poderá ser comercializado e distribuído na rede SUS.

FONTE:Rádio 2